REVIFÉ é revivendo com fé!


Deixe um comentário

Curso de Capelania 



Você sabe a origem/história e como começou o serviço de Capelania? 

Você sabe o que deve ou não fazer em uma visita? Você sabe da importância da ética para com os que são visitados e/ou cuidados com a questão de respeito à privacidade do atendimento? Sabe a diferença entre uma ação social, visita e capelania? 

Sabe as leis que regulamentam o trabalho de Capelania em hospitais e presídios? 

Sabe a importância de fazer parte de um Conselho reconhecido por lei? 

Estas e inúmeras outras questões são abordadas no curso e na apostila! 

Venha ser um(a) capelão(a) filiado(a) ao CONFECAP! 

Dia 8/7 estaremos ministrando o curso na Igreja de Nova Vida do Recreio – Rua Senador Rui Carneiro – Recreio das 13 às 18h. 

Entre em contato e garanta sua matrícula, as vagas são limitadas! 

E-mail: pra.sandra@novavidadorecreio.com.br 

Whatssap: (21) 98123 5716


Deixe um comentário

“A força do ventre vence o câncer” – Semana Mundial de Aleitamento Materno


Semana Mundial de Aleitamento Materno 

O que acontece com o leite doado?

O leite doado vai para o banco de leite, onde sofre um processo de pasteurização e é destinado a bebês prematuros ou que estejam internados em centros de tratamento intensivo neonatal.

Os bancos de leite fazem um cadastramento cuidadoso das doadoras, acompanham o processo de aleitamento e dão orientações sobre a doação. Em termos gerais, é preciso que o próprio filho da nutriz (a mulher que fornece o leite) esteja recebendo leite materno, a não ser em caso de força maior.Muitas vezes, mulheres que têm prematuros mantêm a ordenha no hospital para estimular a produção de leite, mesmo que o bebê ainda não possa mamar. Esse leite então é armazenado pelos bancos de leite.Como o leite é destinado a prematuros ou pacientes de UTIs neonatais, há um controle rígido da saúde da doadora. Os principais requisitos para doar são:

    • Apresentar exames do pré ou do pós-natal comprovando estar bem de saúde
    • Não fumar
    • Não tomar medicamentos incompatíveis com a amamentação
    • Não usar álcool ou drogas ilícitas
Como é feita a doação do leite materno?

Embora em alguns bancos de leite haja o uso de bombinhas elétricas, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda que a ordenha seja manual, para que haja menos chance de contaminação. A coleta pode ser feita no próprio banco de leite ou em casa — dependendo do caso, alguém buscará o leite uma vez por semana. São necessários alguns cuidados especiais durante a ordenha, como:

    • Usar lenço ou touca de banho nos cabelos na hora da coleta
    • Usar máscara ou uma fralda de pano no rosto
    • Evitar conversar durante a ordenha
    • Lavar as mãos e o antebraços com água e sabão, até os cotovelos; manter as unhas curtas e limpas
    • Desprezar os primeiros jatos de leite (cerca de 1 ml)
    • Usar recipiente esterilizado, de boca larga, para recolher o leite
    • Guardar o leite coletado imediatamente no congelador
    • Não encher demais o recipiente


1 comentário

Um evento diferenciado!


Se você conhece alguém que passou ou está passando por um câncer, por favor, repasse este convite  para que eu possa convidá-lo(a) para um evento este ano – ainda sem data – gratuito e com o objetivo de conhecimento, transferência de experiências, dicas de saúde etc etc etc .

Uma coisa é certa, será totalmente diferente do que já vimos até então.

Envie e-mail para:

revife@gmail.com

ASSUNTO: QUERO PARTICIPAR 

Estamos vivo(a)s!

Então vamos viver.
Muito obrigada,
Sandra de Andrade
www.revife.com

http://www.sandradeandrade.com.br

Twitter: @sandraDandrade


Deixe um comentário

Vencendo os limites da vida crendo em um Deus ilimitado!


 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Eu tenho um sonho e o meu sonho faz parte do propósito de Deus para a minha vida. O câncer não é uma sentença, é apenas uma palavra. Revifé em 2002 voando como águia no vento do espírito”.

Com estas frases colocadas em um panfleto, divulgando o trabalho que venho realizando há seis anos e principalmente com a fé, a esperança e a confiança em Jesus Cristo, fui para São Paulo com a certeza de que era propósito de Deus participar da Corrida de São Silvestre. Enquanto percorria os 15 quilômetros da corrida de São Silvestre, algumas pessoas eram atendidas por médicos e ambulâncias, outras desistiam, mas em meu coração estava a confiança e na minha mente eu já conseguia avistar a minha chegada , quando surgia a vontade de parar como reflexo de meu desgaste. Mas eu olhava para aquele céu maravilhoso e cantarolava a música da Alda Célia “VOU VOAR COMO A ÁGUIA“.
Enquanto percorria aqueles “intermináveis quilômetros”, ouvia palavras de apoio e também de desânimo. “Aí tia já perdeu !!!”. Então eu parava e pedia para que a pessoa olhasse para o meu corpo (pois corri sem a prótese) e lesse o que estava escrito na camiseta. E então eu tirava os óculos escuros e fitava os seus olhos, dizendo: “Querido(a), não existe derrota para quem nasce vitorioso e eu sou uma vitoriosa, pois Jesus vive em mim e com a Sua ajuda eu venci o câncer e mais. Mais importante do que ter sido curada, é saber que sou salva e que tenha a garantia de uma vida eterna. Estou aqui nesta corrida para transmitir às pessoas como você que vitória só em Cristo Jesus. Deus te abençoe!”
E assim fiz durante toda a corrida tendo como parceira a irmã Renata, da Nova Vida de São Paulo, que me deu um grande apoio e algumas orientações “técnicas”. Nós conseguimos chegar e receber a medalha por termos completado a prova. JESUS MUITO OBRIGADA!
Em todo o percurso da corrida ouvi muitos fogos e músicas, vi muitas confraternizações, boas e más. Mas, infelizmente, passei por muitas igrejas nossas (de diversas denominações ) e não ouvi um louvor ou vi grupos evangelizando em uma oportunidade que não podemos saber se a teremos no próximo dia 31 de dezembro de 2002. Fica aqui a minha triste constatação e reivindicação.
Antes de terminar, uma mensagem: Aproveite o dia e cumpra o IDE do Senhor Jesus. Não desperdice a vida que Ele tem te dado, tenha um coração grato ao Senhor e um coração que recebe este amor precisa transbordar de amor, alegra e compaixão pelas almas que estão perdidas e carentes de uma palavra que poderá ser a sua com a unção de Deus.
 
*Nesta reedição quero parabenizar aos nossos atletas que estão vencendo seus limites e limites muitas vezes impostos pela sociedade, em suas vitórias é como se mandassem uma mensagem para você que é perfeito ……

Em Deus tudo é possível !

Sandra de Andrade

Autora do Livro “Câncer não é uma sentença,é apenas uma palavra”
Lançado pela MK Editora
Fundadora e Presidente da
ASSOCIAÇÃO EVANGÉLICA REVIFÉ 
Grupo de apoio a mulheres mastectomizadas e aos demais portadores de câncer e seus familiares