REVIFÉ é revivendo com fé!


1 comentário

Na Argélia, mulheres são abandonadas pelos maridos após mastectomia


Vítimas do câncer de mama são tratadas como ‘mutiladas’ após remoção de seio
mmmmm

ARGEL — “O câncer? Não é nada em comparação com o fato de ser rejeitada após 18 anos de casamento”, conta Linda que, como muitas argelinas, foi abandonada pelo marido após sofrer uma mastectomia para a remoção de uma mama por causa da doença. Após a operação, seu marido a chamava de “nass mraa” (meio mulher) ou “lamgataa“ (mutilada), recorda a assistente médica, mãe de três filhos que a apoiaram frente ao pai.

Zohra também sofreu uma mastectomia em 2015. Após 25 anos de casamento, seu marido pediu o divórcio e a deixou sem recursos. “Foi odioso”, lembra a dona de casa de 53 anos. Linda e Zohra não são casos isolados. Continuar lendo

Anúncios


Deixe um comentário

‘Reclame menos’ e ‘ajude mais’ !!!


Australiana que morreu após câncer deixou carta de despedida com conselhos para a vida

Holly Butcher: jovem australiana deixou carta com conselhos de vida antes de morrer vítima de um câncer (Foto: Reprodução/Facebook)

Holly Butcher, uma australiana de 27 anos, deixou uma lição de vida durante seu tratamento contra o câncer. A jovem morreu na quinta-feira (4), conforme informaram seus familiares através de post no Facebook. Na mesma rede social, eles também publicaram uma carta deixada por ela e compartilharam alguns de seus conselhos de vida.

“É uma coisa estranha perceber e aceitar a sua mortalidade aos 26 anos de idade. Isso é apenas algumas dessas coisas que você ignora. Os dias vão passando e você apenas espera que eles continuem vindo. Até que o inesperado aconteça. Eu sempre me imaginei envelhecendo e ficando com rugas – muito provavelmente causadas por minha linda família (cheia de crianças). Eu planejava construir isso com o amor da minha vida”, começou Holly.

Continuar lendo


Deixe um comentário

8 de Março – Dia de Grandes Mulheres #Flora


Flora Soares de Andrade, filha e netas

Geração de Mulheres Valentes

Intempestivamente nos vemos num deserto…
Realidade árida…
Atmosfera pesada…
Num relâmpago de segundo, podemos enxergar uma batalha…
Os olhos materiais não vêem…
Somente o coração sente.
Coração convertido sente diferente.
Uma lágrima que teima na retina…
Dos lábios do General finalmente se descortina.
Com línguas de fogo e a espada na mão…
É a resposta da oração!!!
Carol, Renata e Sandra perguntam:
Senhor, Como?
E o General tem a resposta enfática e especial…
Não se incomodem com o por quê, o mais importante é o para quê…
A fé se agiganta.
O fracasso é derrotado.
A dor é dissipada.
E o General prossegue…
Eis que as coloco no meio do inferno,
Para resgatar almas, para o reino.
Sandra, Renata e Carol…
sejam valentes!!!
Nunca vos abandonarei.

Dela, Flora, eu cuidarei.
Há rosas em meio aos espinhos…

Colham todas as rosas para mim.
Creiam somente.
Geração de mulheres valentes!

Este poema foi escrito no período em que minha mãe estava internada no INCA, pela minha amiga Rosane Sacramento Arimathéa – Novembro de 2005


Deixe um comentário

Pr Russel Shedd “Quando a palavra verdadeiramente é maior do que uma sentença”


Obrigada Senhor pela vida, pelo testemunho, pelo legado que Teu filho e servo, Pastor Russel Shedd , nos deixa. Em seus últimos dias deixou uma mensagem, no vídeo abaixo, de que o sofrimento era muito grande e intenso, entretanto ele enfatiza que “O câncer é uma experiência muito boa porque a gente sente-se desmamando do mundo e pronto para subir.”

Agora ele já está ao Teu lado, aleluia!

26 de novembro de 2016


Pastor Russel Shedd, o Senhor permitiu que seu testemunho fosse de que verdadeiramente a Palavra é maior e mais forte que uma sentença!

“Câncer não é uma sentença, é apenas uma palavra!”

Até a eternidade pastor querido 🙏🏻

Pra Sandra de Andrade


Deixe um comentário

Tempo de saudades, tempo de luto.


O luto é doloroso. 

Você tem o direito de sentir mal, embora nem todo mundo entenda e respeite. Sentimos a solidão duríssima que é a falta de ser compreendido.

Ao se perder alguém muitas vezes se anda pela cidade ou dentro de casa sem rumo, sem som, sem musica, sem riso. Fica-se “doido” para noite chegar, tomar um “branquinho” ou umas gotas que ajuda dor. O sono virá um balsamo. Parece que a dor dá um descanso até que um novo dia comece e sempre esperamos que a alegria venha pela manhã.
É preciso que a morte de alguem amado complete o ciclo dentro de nossa alma: dor -saudades-solidão-revolta- saudadestristeza- saudadesfugir de todos-negar-se o direito de rir-rir em meio as lagrimas-saudades -começar acostumar-se-consolar-se-aceitar a perdar-saudades diferentes- recomeçar.reconstruir- lembrar com bondade e gratidão.

Cada etapa do luto-consolação tem uam intensidade e tem seu tempo e varia de pessoa para pessoa, até mesmo na mesma familia. É preciso atravessar o luto doroso, dando a si mesmo o direito de dar boas risadas também

Quando se perde alguém é preciso olhar o mundo novamente e se situar diante dele e deste novo fato. Quando se tem uma perda, é preciso buscar novos ganhos.

Quem se vai ou se foi deixa muitas marcas. Algumas que nunca tinhamos visto, percebido ou valorizado.

O luto vira o mundo da pessoa de cabeça para baixo e é uma das experiências mais dolorosas. Pode ser estranho, terrível e avassalador. É uma parte da vida e poucas vezes requer atenção medica e terapeutica. Mas se for preciso não deixe de buscar apoio.

Aproveitemos enquanto temos. As pessoas morrem. É um fato.

É preciso fazer algo bom, belo, gentil, inspirador com, para e por elas enquanto as temos e elas nos têm.

Com carinho e orações
Pastor Jeremias Pereira.


Deixe um comentário

Diga ao seu médico!



Sim, diga a seu médico que você tem dor no peito, mas diga também que sua dor é dor de tristeza, é dor de angústia.

Conte a seu médico que você tem azia, mas descubra o motivo pelo qual você, com seu gênio, aumenta a produção de ácidos no estômago.

Relate que você tem diabetes, no entanto, não se esqueça de dizer também que não está encontrando mais doçura em sua vida e que está muito difícil suportar o peso de suas frustrações.

Mencione que você sofre de enxaqueca, todavia confesse que padece com seu perfeccionismo, com a autocrítica, que é muito sensível à crítica alheia e demasiadamente ansioso.

Muitos querem se curar, mas poucos estão dispostos a neutralizar em si o ácido da calúnia, o veneno da inveja, o bacilo do pessimismo e o câncer do egoísmo. Não querem mudar de vida.
Procuram a cura de um câncer, mas se recusam a abrir mão de uma simples mágoa.

Pretendem a desobstrução das artérias coronárias, mas querem continuar com o peito fechado pelo rancor e pela agressividade.

Almejam a cura de problemas oculares, todavia não retiram dos olhos a venda do criticismo e da maledicência.

Pedem a solução para a depressão, entretanto, não abrem mão do orgulho ferido e do forte sentimento de decepção em relação a perdas experimentadas.

Suplicam auxílio para os problemas de tireóide, mas não cuidam de suas frustrações e ressentimentos, não levantam a voz para expressarem suas legítimas necessidades.

Imploram a cura de um nódulo de mama, todavia, insistem em manter bloqueada a ternura e a afetividade.

Clamam pela intercessão divina, porém permanecem surdos aos gritos de socorro que partem de pessoas muito próximas de si mesmos.

Deus nos fala através de mil modos; a enfermidade é um deles e por certo, o principal recado que nos chega da sabedoria divina é que está faltando mais amor e harmonia em nossa vida.

 José Carlos de Lucca


1 comentário

Para viver melhor


Não se preocupe, *se ocupe.* Ocupe seu tempo, ocupe seu espaço, ocupe sua mente. Não se desespere, *espere.* Espere a poeira baixar, espere o tempo passar, espere a raiva desmanchar. 

Não se indisponha, *disponha.* Disponha boas palavras, disponha boas vibrações, disponha sempre. 

Não se canse, *descanse.* Descanse sua mente, descanse suas pernas, descanse de tudo. Não menospreze, *preze.* Preze por qualidade, preze por valores, preze por virtudes. 

Não se incomode, *acomode.* Acomode seu corpo, acomode seu espirito, acomode sua vida. 

Não desconfie, *confie.* Confie no seu sexto sentido, confie em você, confie em Deus. 

Não se torture, *ature.* Ature com paciência, ature com resignação, ature com tolerância. 

Não pressione, *impressione.* Impressione pela humildade, impressione pela simplicidade, impressione pela elegância. 

Não crie discórdia, *crie concórdia.* Concórdia entre nações, concórdia entre pessoas, concórdia pessoal. Não maltrate, *trate bem.* Trate bem as pessoas, trate bem os animais, trate bem o planeta. 

Não se sobrecarregue, *recarregue.* Recarregue suas forças, recarregue sua coragem, recarregue sua esperança. 

Não atrapalhe, *trabalhe.* Trabalhe sua humanidade, trabalhe suas frustrações, trabalhe suas virtudes. 

Não conspire, *inspire.* Inspire pessoas, inspire talentos, inspire saúde. 

Não se apavore, *ore.* Ore a Deus! Somente assim viveremos dias melhores.👍😘

Texto de autoria de Bruno Pitanga, Doutor em neuroimunologia, neurocientista, professor universitário e palestrante.


Deixe um comentário

Quem é o teu próximo?



Mateus 12: 39-31

“Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.”

Reflexão:
Onde está, neste exato momento, o teu próximo?

A quem você pode estender a mão, a quem vc pode tocar com uma palavra, um gesto, uma atitude, uma honra ou um perdão? 

Quem é o teu proximo agora, hoje, amanhã ou esta semana! 

Deus nos abençoe 

Pra Sandra de Andrade


Deixe um comentário

Colhendo tâmaras 


  
Existe um ditado árabe que diz: “Quem planta tâmaras, não colhe tâmaras!”Isso porque antigamente as tamareiras levavam de 80 a 100 anos pra produzir os primeiros frutos. Atualmente, com as técnicas de produção modernas, esse tempo é bastante reduzido, porém o ditado é antigo e sábio. Conta-se que certa vez um senhor de idade avançada plantava tâmaras no deserto quando um jovem o abordou perguntando: “Mas por que o senhor perde tempo plantando o que não vai colher?”. O senhor virou a cabeça e calmamente respondeu: “Se todos pensassem como você, ninguém colheria tâmaras”. 

Ou seja, não importa se você vai colher, o que importa é o que você vai deixar… Cultive, construa e plante ações que não sejam apenas para você, mas que possam servir para todos e para o futuro. Nossas ações hoje, refletem no futuro.

Se o tempo não é tempo de colher, bem pode ser tempo de semear… Deus conhece nosso coração e nos dará o que precisamos no tempo certo.