REVIFÉ é revivendo com fé!


Deixe um comentário

Ansiedade


Ansiedade é o sentimento que surge quando paramos de satisfazer uma necessidade, quando paramos de prestar atenção na nossa realidade presente e nos preocupamos com o resultado de uma ação no futuro. Quando uma interrogação surge através de perguntas que nem mesmo nós podemos imaginar as respostas, quando até mesmo não temos como pontuar o início destes pensamentos ou até mesmo os nossos próprios pensamentos que nos cobram o por que estamos pensando em algo que não está acontecendo e nem temos noção se irá acontecer ou não. A ansiedade surge juntamente com um início de interrogações que fazemos a nós mesmos e como as respostas não surgem, interrompemos a ação no caminho para obtê-las. Temos a tendência na ansiedade de sairmos do presente para fantasiar sobre o futuro, o que pode gerar falta de respostas de como será ou como e quando acontecerá e na falta destas respostas surge um sentimento que se transforma na sensação desagradável conhecida como ansiedade.

Ansiedade é um sentimento que não pede para aparecer ou marca data para se instalar e sendo assim precisamos estar atentos a nós mesmo compreendendo nossas limitações e buscarmos viver um dia de cada vez com qualidade de vida, enfrentando e confrontando os ” fantasmas ” e “ladrões” da alegria que se não forem tratados eles podem se fortalecer e com isso os questionamentos interiores se avolumam e o perigo maior é que as respostas não existem para estas perguntas e o sentimento de incapacidade se transforma em uma depressão profunda e perigosa. 

A pergunta a se fazer dia após dia é o que eu posso fazer hoje para que hoje eu tenha e possa proporcionar um bom dia para mim mesma? 

Sandra de Andrade

Anúncios


Deixe um comentário

Prescrição: Uma caixa de bom humor


E se, em vez de remédios, seu médico te receitasse uma caixa de bom humor, aplicada no mínimo 10 vezes ao dia, durante 365 dias de todos os anos da vida. Juntamente com um vidro de humanidade, de uso contínuo?


Foi exatamente o que fez o médico recém-formado de Macapá, Andre Reis, de 26 anos, no dia de Natal. O sucesso do receituário foi tanto que até a página da prefeitura de Macapá compartilhou. 

“Pensei que fosse ficar nisso, quando vi que alguns amigos curtiram a foto. Mas depois um amigo me marcou em uma postagem da prefeitura e vi que muitas pessoas começaram a compartilhar. Foi bem divertido”, diz em entrevista ao G1. Escrito em um momento de descontração no plantão na Unidade de Saúde Lélio Silva, no bairro Buritizal, na Zona Sul de Macapá, o jovem médico não imaginava a proporção que tomaria quando postou a foto na rede social.

“Pensei em algo clichê, porém esquecido pela rotina cansativa do dia-a-dia. O bom humor e a humanidade é algo que todos, independente da profissão, categoria, classe, gênero ou idade deveriam fazer”.
“Basicamente espero sempre ser feliz com o que estou fazendo e acredito que isso é a base pra motivação. De levantar todo dia, superar o cansaço e seguir em frente”, finaliza.


Deixe um comentário

Empatia e compaixão} Curso para futuros médicos na Unicamp


Um projeto bem brasileiro, um curso para sermos mais exatos. Coordenado pelo professor Marco Antonio de Carvalho Filho, da Unicamp, a ideia é ir contra a corrente de que é preciso manter distância do paciente para atendê-lo e tratá-lo com empatia e compaixão.

“A faculdade dá conhecimento técnico, mas não ensina a ser médico, a lidar com pessoas, a essência da profissão”, diz Carvalho Filho em entrevista à Folha de S. Paulo após constatar que seus alunos do último ano não estavam à vontade com seus pacientes.

Para ter ideia, Rafael Gomes, 31, formado no ano passado pela Unicamp, explica que imaginava que seria como Hunter “Patch” Adams, mas que no final do curso estava mais para dr. House. “Na faculdade, nossa visão poética é destruída. Aprendemos que ser bom médico é saber resolver problemas”.
Com o curso, Carvalho espera ensinar empatia e compaixão a futuros médicos. “O pensamento comum é de que é preciso se afastar do paciente para ter boa conduta. Vou contra essa corrente. Muitos acham que a solução para não sofrer é se afastar.”
Durante as aulas, há debates sobre ética e simulação de consultas com atores, de forma a treinar habilidades de comunicação.
O projeto já contou com mais de 500 alunos e está sendo analisado pela tese de doutorado de Marcelo Schweller, médico da Unicamp, que segundo seus dados atuais constatou que a empatia dos estudantes aumentou, além de 94% dos alunos acharem que sua capacidade de ouvir o doente melhorou.
“Quando estão no ambulatório os alunos se preocupam em atender rapidamente. É raro um professor discutir se o paciente saiu satisfeito, se o médico soube ouvir. Na simulação, refletimos sobre isso”, diz Schweller.
“Essa atitude mais humana deveria permear toda a formação, não ser concentrada em projetos ou disciplinas”, diz Carvalho.
Fonte: Folha de S. Paulo


Deixe um comentário

Seu depoimento


Queremos conhecer, e publicar com permissão, você que viveu ou vive o momento delicado que é conviver ou ter alguém na familia que tenha passado por um câncer. Independente do tipo, do seu sexo ou de sua religião!

Seu depoimento pode ajudar a muitos que não tem como expressar seus temores ou suas dúvidas como também seu depoimento pode ser de um pedido de ajuda, de apoio emocional para superar o que passou ou enfrentar o que está passando.

Entre em contato conosco através do e-mail revife@gmail.com e juntamente com seu depoimento, se você desejar, envie sua foto ou do seu ente querido. E se for seu desejo, não divulgaremos seu nome ou contatos. 

Pessoas de diversas partes do Brasil e do mundo acessam nossas postagens e temos a certeza que formaremos um grupo de pessoas que através de seus depoimentos iniciarão um processo de cura da alma como também serão instrumentos para a cura de muitos! 

Não desista de viver, não desista de você! 

Revifé é Revivendo com Fé! 

Muito obrigada,

Sandra de Andrade


Deixe um comentário

Ação e Doação no Hospital Mário Kroeff



Nesta sexta, 31, realizamos nossa Ação e Doação no Hospital Mário Kroeff. Distribuímos 120 lanches para pacientes e acompanhantes; 85 ” kits de Carinho” a pacientes, contendo: batons , esmaltes, cortadores e lixas de unhas ; espelhos de bolsas; cremes hidratantes para mãos e corpo; desodorantes; sabonetes;escovas e creme dental;toalhas de mãos; revistas de caça palavras; canetas, etc. Para o Hospital, doamos Fraldas geriátricas, creme dental, sabonetes, papel higiênico…
Agradecemos a sua colaboração orando, doando e/ou trabalhando conosco! Deus, nosso Pai, recompense à cada um! 

🙏🏻🙏🏻🙏🏻


Deixe um comentário

8 de Março – Dia de Grandes Mulheres #Flora


Flora Soares de Andrade, filha e netas

Geração de Mulheres Valentes

Intempestivamente nos vemos num deserto…
Realidade árida…
Atmosfera pesada…
Num relâmpago de segundo, podemos enxergar uma batalha…
Os olhos materiais não vêem…
Somente o coração sente.
Coração convertido sente diferente.
Uma lágrima que teima na retina…
Dos lábios do General finalmente se descortina.
Com línguas de fogo e a espada na mão…
É a resposta da oração!!!
Carol, Renata e Sandra perguntam:
Senhor, Como?
E o General tem a resposta enfática e especial…
Não se incomodem com o por quê, o mais importante é o para quê…
A fé se agiganta.
O fracasso é derrotado.
A dor é dissipada.
E o General prossegue…
Eis que as coloco no meio do inferno,
Para resgatar almas, para o reino.
Sandra, Renata e Carol…
sejam valentes!!!
Nunca vos abandonarei.

Dela, Flora, eu cuidarei.
Há rosas em meio aos espinhos…

Colham todas as rosas para mim.
Creiam somente.
Geração de mulheres valentes!

Este poema foi escrito no período em que minha mãe estava internada no INCA, pela minha amiga Rosane Sacramento Arimathéa – Novembro de 2005