REVIFÉ é revivendo com fé!

Brasil está entre países com maior incidência de câncer de pênis

Deixe um comentário

Não existe um ranking oficial, mas o Brasil está entre os países com maior incidência de câncer de pênis no mundo, de acordo com levantamento da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Estima-se que mais de 3.000 pessoas sofram da doença e que, todos os anos, 1.000 tenham o pênis parcial ou totalmente amputado só na […]

Não existe um ranking oficial, mas o Brasil está entre os países com maior incidência de câncer de pênis no mundo, de acordo com levantamento da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Estima-se que mais de 3.000 pessoas sofram da doença e que, todos os anos, 1.000 tenham o pênis parcial ou totalmente amputado só na rede pública, segundo informações do Banco de Dados do Sistema Único de Saúde (Data-SUS). Além do Brasil, entre os mais afetados pela doença estão Índia (dos poucos países com taxa conhecida, 3,32 casos para cada 100.000 habitantes), Egito, Quênia, Uganda e Paraguai. Entre os que menos sofrem estão os Estados Unidos, com 0,2 casos a cada 100.000 habitantes, e Israel, com incidência zero.

“A estatística de Israel é beneficiada pela prática da circuncisão, que elimina a fimose – quando a cabeça do pênis é coberta por pele -, uma das causas do câncer”, explica Aguinaldo Nardi, coordenador de campanhas públicas da SBU. Outras causas do tumor são o tabagismo, doenças sexualmente transmissíveis (DST), e a falta de higiene. “Esta é uma doença dos países subdesenvolvidos”, diz Nardi. A maior ocorrência no Brasil está no Norte e no Nordeste. Segundo Nardi, falta nessas regiões a consciência de que é preciso lavar o órgão genital todos os dias, com água e sabão, e que é preciso procurar um médico em caso de lesão. Toda lesão deve ser examinada, principalmente a que não desaparece.
Mas São Paulo aparece no topo do ranking que a SBU traçou em 2007. A lista foi elaborada a partir dos cerca de 200 casos detectados durante a primeira campanha contra o mal. São Paulo respondia por 24,26% dos casos porque, além de ser o estado mais populoso, boa parte das cirurgias envolvem pacientes de outras localidades. Na lista, o Ceará está em segundo (12,87%), o Maranhão em terceiro (10,66%), Rio de Janeiro em quarto (9,19%), seguido por Pará (6,99%), Pernambuco e Minas Gerais (5,88% cada um), Goiás (3,68%), Alagoas e Tocantins (3,31%).
Para frear o avanço da doença, a SBU está promovendo sua segunda campanha, com a participação do ex-jogador e treinador de futebol Zico. 
Na web, é possível ver o vídeo no site da associação. Nesta edição da campanha, a entidade realizou 309 cirurgias de fimose no Norte e Nordeste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s