REVIFÉ é revivendo com fé!

NÃO PERMITA @padilhando !! Barbaridade ! Sérgio Cabral quer demolir e acabar com o Hospital Central do Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do RJ (Iaserj)

Deixe um comentário

Sr Ministro por favor interfira nesta situação.
O INCA pode e deve construir prédios e extensões do Instituto em outros bairros e até municípios, não será uma extensão que aliviará a carga de procura e serviços.
O que não dá para aceitar é que seja retirado o pouco que os servidores do Estado do Rio possuem.
_______________________________________________________________________________________
Essa demolição do Iaserj é um mistério, dizem que não tem nada a ver com o Inca, Sérgio Cabral quer por que quer aquele terreno, por que será ?

Pelo que eu saiba o Hospital do Iaserj foi construído com a grana dos servidores, e não é justo a sua demolição.

E se vão transferir os pacientes, vão colocar eles aonde, isso tudo Sérgio Cabral não responde também.

Reproduçãodo jornal O Globo on line

RIO – Funcionários do Hospital Central do Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj) estão em vigília desde os primeiros minutos deste sábado. Eles tentam impedir a remoção de 52 pacientes internados na unidade. Segundo funcionários do Iaserj, a medida teria sido determinada pela Secretaria de Estado de Saúde com o objetivo de desocupar o hospital.

Um projeto prevê que a área atualmente ocupada pelo Iaserj, entre a Avenida Henrique Valadares e a Rua Washington Luiz, no Centro, seja utilizada para a ampliação do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

– Soubemos que o secretário de Saúde teria determinado que a partir da meia-noite desta sexta os pacientes do CTI deveriam começar a ser removidos para o Hospital Getúlio Vargas. Familiares desses pacientes também receberam ligações avisando da transferência. Viemos para impedir que isso aconteça. Hoje o Iaserj tem cerca de 50 pacientes internados com toda assistência. O hospital foi reformado há quatro anos com investimento de R$ 10 milhões, tem equipamentos de primeira. Não conseguimos entender como tudo isso será demolido – diz Mariléa Ormond, presidente da Associação dos Funcionários do Iaserj, que diz temer pela vida dos pacientes.

– Muitos estão em estado grave, não resistem a remoção. Tentaram fazer essa mesma covardia em 2007 e dois pacientes morreram, um no elevador e o outro dentro da ambulância.

Familiares que receberam telefonemas da Secretaria de Saúde informando que pacientes seriam removidos estavam apreensivos. A educadora Cristiane Neves, 40 anos, buscava notícias da mãe.

– Ligaram dizendo que minha mãe seria transferida porque o Iaserj tinha sido vendido para o Inca. Ela está internada no CTI daqui há dois meses com problemas cardíacos, o estado dela é grave. Estou com medo que aconteça o pior.

Um grupo de funcionários do Iaserj entrou com um pedido de liminar para impedir o início da desocupação da unidade.

A ação seria analisada pelo juiz do plantão judiciário. Uma manifestação contra o fechamento da unidade será realizada na próxima terça-feira às 9h no pátio do hospital.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s