8 de Março – Dia de Grandes Mulheres (4) FLORA FLOR in memoriam

FLORA

Era uma vez uma flor.

Quis Deus chamá-la Flora.

Flora, formosa flor

Flora era só perfume…

… de amor.

Um dia Flora foi recolhida

Ao paraíso das flores.

O jardineiro? O Senhor.

Um lugar lindo, perfumado e perfeito

Só para quem é flor.

Lá não existe dor.

Flora que é amor e finge ser flor.

 

*Este poema foi escrito por Rosane Sacramento Arimathea assim que escutou o anuncio do falecimento de minha mãe através dado pela locutora Marcia Cartier na programação da Rádio 93 às 21:30h do dia 19 de novembro de 2005.

Ainda sinto muita saudade de minha mãe e agradeço a Deus o privilégio de ter sido gerada, instruída, orientada e muito amada por esta mulher que em seus 72 anos amou, ensinou e aprendeu a ser amada.

Sandra de Andrade, filha de Flora Soares de Andrade


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s