REVIFÉ é revivendo com fé!

DEI-ME AS CABEÇAS DE FREUD E PLATÃO

3 Comentários

COMENTÁRIO FEITO NO FACEBOOK, EM CIMA DE UMA MATÉRIA COMENTADA PELO “DIGA NÃO A PEDOFILIA”, QUE TRATA DE “PORNOGRAFIA INFANTIL”.

UM PEDIDO A QUEM                                   RESPEITA AS CRIANÇAS

Freud (com a ajuda dos veículos de comunicação modernos) corrompeu a visão de milhões de mulheres de sucessivas gerações com a falsa idéia de “sexualidade infantil”, de modo que isso afetou profundamente a capacidade nessas mães de ontem e hoje de protegerem seus filhos: a medida que elas mesmas, sem perceberem, “emancipam” covarde e ilegalmente suas crianças.

Quando uma mulher veste um bebe de apenas 5 anos como se esse bebe fosse uma mulher, está mostrando sintomas disso e isso ocorre em países como o Brasil. De uma outra maneira, é possível perceber os sintomas da influência corrupta de gente como Freud (um pedófilo, SEM DÚVIDA ALGUMA, enrustido), no mundo todo.

PEDÓFILO?CRIME CONTRA O DIREITO DA CRIANÇA DE SER CRIANÇA

As idéias de “homens” como Freud, lamentável e fortemente disseminadas, DESARMARAM psicologicamente muitas e muitas gerações de mulheres e continua fazendo isso. Mas é isso o que aqueles que se “identificam” com pedófilos fazem, ou não é?

Platão não teve a ousadia de criar uma verdadeira pedagogia, onde associava inclusive a genialidade a pedofilia e homossexualismo? “O banquete” deveria ser tirado de todas as prateleiras, ao invés de ser lido por adolescente nas faculdades e tenho certeza que existem “professores” que dissertam sobre ele, sem escrúpulos, usando de sua condição adquirida (de professor) para disseminar idéias falsas entre quem ainda é muito jovem para julgar.

Para mim, um professor de universidade que pede a alunos para ler “O Banquete” tem que ser preso, porque nesse texto Platão chega (em defesa a pedofilia e ao homossexualismo) a associar a idéia do amor entre “uma mulher e um homem” a uma mendiga que se aproveita de um bêbado. Platão é a prova cabal e formal de que gente mentalmente doente também pode desenvolver “conceitos”, “filosofias”, se é que eu posso chamar assim. Se gente como Freud e Platão estivessem vivos, eu pediria a cabeça deles.

CRIME CONTRA A CRIANÇAPEDAGOGIA DA PEDOFILIA E DO HOMOSSEXUALISMO

Portanto, tenham cuidado em disseminar expressões erradas, criadas para definir comportamento ADULTO e não abusos contra crianças, porque o termo “pornografia infantil” faz pressupor que de alguma maneira a criança participou disso conscientemente e crianças não têm “defesas psicológicas” que permitam a diferenciação entre bom e ruim, entre o certo e errado.

Elas são impotentes física, moral, psicológica e emocionalmente diante da vontade doentia de um adulto. Tão doentia que tende a acusá-la de, primeiro, ter abusado dele, induzindo-o ao crime. Essas defesas só adquirimos muito tempo depois de adultos. Geralmente a partir dos 30 anos, só quando podemos realmente dispor delas de forma mais consciente.

Não interessa se as pessoas que agem através dos veículos de comunicação (e eles agem como se estivessem acima do bem e do mal, da vida ou da morte, da doença ou da sanidade e não estão!), disseminam termos capazes de “banalizar” o sofrimento infantil e as duras conseqüências que isso traz. A função de quem entende que deve proteger crianças e lutar abertamente contra qualquer coisa que possa minimizar, ainda que sutilmente, a crueldade que se comete contra elas.

Crianças precisam de amigos, e não de mais gente para tripudiar sobre elas. Peço a vocês que considerem não usar esses termos só porque gente leviana faz e a encontrar termos que mostre a mesma coisa, mas que não banalize a covardia contra elas, ou dê entender que de alguma maneira a criança permite conscientemente isso.

Acreditar que só porque já somos adultos estamos a salvo de associações inconscientes, é só presunção e crianças não precisam da ajuda de pessoas imaturas.

Ou estamos do lado das crianças ou contra elas e quem está do lado não pode criar ou permitir uma associação normal entre “uso” (condição adulta) e abuso (violência contra a criança).

Ataquem esses termos, criticando os veículos que repetem eles. Não caiam na armadilha da definição fácil para algo tão importante como o sofrimento infantil. Palavras são criadas POR adultos PARA adultos, por isso nós temos que ter extremo escrúpulo quando falamos de crianças, tratando ou não da violência e maldade contra elas.

Esse é um ato de maturidade e delicada consciência.

H.D.Cristina


 

Anúncios

3 pensamentos sobre “DEI-ME AS CABEÇAS DE FREUD E PLATÃO

  1. Qual é a formação específica da pessoa que escreve esta matéria? A mesma está fundamentada em quais conhecimentos? Nenhum, com certeza… Acho melhor estudar mais um pouco!!!!!!!!

  2. ahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuakkkk,quanta ignorancia baseada na merda de um idalismo que nao merecia seguidores!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s