REVIFÉ é revivendo com fé!

Jesus e a rejeição de Nazaré.

Deixe um comentário

“Tendo terminado de contar essas parábolas, Jesus saiu dali. Chegando à sua cidade, começou a ensinar o povo na sinagoga. Todos ficaram admirados e perguntavam: “ De onde lhe vêm esta sabedoria e estes poderes miraculosos? Não é este o filho do carpinteiro? O nome de sua mãe não é Maria, e não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? Não estão conosco todas as suas irmãs? De onde, pois, ele obteve todas essas coisas? E ficaram escandalizados por causa dele. Mas Jesus lhes disse: “Só em sua própria terra e em sua própria casa é que um profeta não tem honra”.

E não realizou muitos milagres ali, por causa da incredulidade deles.”

Mateus 13:53-58

Jesus poderia ter se ofendido, entrado em crise existencial, ou mesmo iniciado um estado psíquico de depressão, afinal sua experiência de rejeição se dava em sua própria terra natal. Terra impregnada de lembranças de quase toda uma vida, lugar de parentela, de tios, sobrinhos, primos, irmãs… E talvez por conta de tudo isto, lugar que no imaginário religioso de muitos receberia a maior porção de curas, libertações e outros prodígios. Mas nada disto acontece! Ao contrário, escândalo é o que Jesus desperta em muitos daqueles corações já escandalizados com a própria vida…. Mas é sobre as nuances desta experiência que desejo compartilhar meu aprendizado com Jesus :

Aprendo que decepção brota de qualquer que seja o chão, mesmo dos solos que aparentam ser os mais seguros. Afinal, quantos não são os casamentos, as amizades, os ministérios, que durante algum tempo são como um porto seguro para alma, mas que numa virada de página tornam-se uma angustia ao coração?

Aprendo que Jesus não é acachapado por amarguras e complexos traumáticos, simplesmente por saber quem era em Deus, não carregando assim uma fragilidade existencial que o fizesse buscar suas convicções no caleidoscópio das opiniões humanas. O que também me faz compreender que grande parte de nossas crises existenciais são o resultado de nossa falta de convicção de quem somos em Deus e para Deus.

Aprendo que a convicção de Jesus do SER em Deus ganhou concretude diante da oposição da vida, afinal o texto nos diz que Jesus operou milagres naquela região, não tanto quantos operaria em outras, mas ainda sim operou, na vida dos que criam.

Aprendo que a experiência em Nazaré foi só um recorte de toda caminhada do filho de Deus, entre os filhos dos homens. Muitos vilarejos ainda viriam depois daquele… mas para isto ele  precisou  sacudir a poeira dos pés e seguir em frente.

Pense nisso!

Pr. Luis Fernando

www.igrejacolheita.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s