REVIFÉ é revivendo com fé!

Faltam anestesistas na rede pública de saúde, diz sindicato dos médicos

Deixe um comentário

Outro problema constatado é a má conservação dos equipamentos

Rio – O Sindicato dos Médicos do Rio denunciou ontem que unidades municipais de Saúde estariam sendo negligentes em relação aos procedimentos de anestesia. Equipamentos em péssimo estado e falta de profissionais em centros cirúrgicos são os principais problemas, afirma o presidente do sindicato, Jorge Darze.

Segundo ele, o Hospital Souza Aguiar (Centro), a Maternidade Oswaldo Nazaré (Praça XV) e a Maternidade Fernando Magalhães (São Cristóvão) são os mais afetados.

Carência no Souza Aguiar

“De dez salas de cirurgia existentes no Souza Aguiar, apenas cinco funcionam de forma adequada. Além disso, o hospital deveria ter 119 anestesistas. Atualmente, são menos de 30 no local, ou seja, o hospital funciona com 25% do efetivo necessário”, afirma Darze.

“Há denúncias de profissionais fazendo duas anestesias ao mesmo tempo. Isso é irregular. Demos um prazo para a Secretaria Municipal de Saúde. Se não resolver até dia 22, vai haver paralisação. Na Fernando Magalhães, por exemplo, as cirurgias ginecológicas estão suspensas desde o dia 2”, relata o sindicalista.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o secretário Hans Dohman se reuniu com o sindicato para encontrar soluções para as reivindicações dos médicos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s