REVIFÉ é revivendo com fé!

Aeronave da Air France que saiu do Rio desaparece no espaço aéreo do país

Deixe um comentário

PRÍNCIPE BRASILEIRO ESTAVA A BORDO DO AF447
O vôo 447 da Ir France que decolou do Rio de Janeiro e sumiu dos radares quando ia a caminho de Paris tinha como um dos passageiros brasileiros o príncipe Pedro Luis de Orleans e Bragança, herdeiro da família real nacional. Segundo a família, ele era o único do clã a estar presente na aeronave que ainda não foi encontrada. Descendente de Dom Pedro II e filho do príncipe Dom Antônio, Pedro Luis, de 26 anos, é o quarto na linha sucessória do trono. Além dele, outros 79 brasileiros estavam no voo e outros 73 franceses, 18 alemães, nove italianos, seis norte-americanos, cinco chineses, quatro húngaros, dois espanhóis, dois ingleses, dois marroquinos, além de um argentino, um belga, um norueguês. Os números gerais, no entanto, segundo a empresa que opera a linha, são preliminares, mas provavelmente muito perto da realidade.

Um avião Airbus 330-200 da Air France que decolou do Rio de Janeiro rumo a Paris, às 19h30 de domingo, desapareceu nesta segunda-feira dos radares, quando sobrevoava o Oceano Atlântico. Havia 228 pessoas a bordo do voo AF 447, sendo 7 crianças, 1 bebê e 12 tripulantes. O governo brasileiro já realiza trabalhos de buscas nas proximidades de Fernando de Noronha com cinco aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), dois helicópteros, além de três navios da Marinha. A possibilidade é que a aeronave tenha sofrido uma pane elétrica e sido atingida por um raio.

A aeronave saiu do aeroporto carioca às 19h30 de domingo e deveria ter pousado em Paris, nesta segunda-feira às 11h15 (6h15, horário de Brasília). Porém, os controladores de voo do Aeroporto Charles De Gaulle perderam contato com o avião por volta das 6h00 GMT (3h, hora de Brasília).

A Air France informou que na última manutenção realizada no avião Airbus A330-200 foi realizada no dia 16 de abril de 2009. A empresa por meio de nota divulgou que a aeronave enfrentou uma zona de tempestade com fortes turbulências em torno das 23h do horário de Brasília.

A aeronave que desapareceu é equipada com motores General Electric CF6-80E e tem 18.870 horas de voo, tendo começado a operar em 18 de abril de 2005.

A Air France também esclareceu que o comandante era bastante experiente. Ele tinha 11 mil horas de voo e já tinha efetuado 1700 horas no Airbus A330/A340. Os dois co-pilotos, segundo a nota, possuem: um 3000 horas de voo, sendo 800 horas em Airbus A330/A340 e o outro 6600, sendo 2600 em Airbus A330/A340.

Air France monta gabinete de crise no Aeroporto Tom Jobim

Avião que decolou do Rio de Janeiro para Paris desaparece. Foto: Divulgação A Air France anunciou a criação de um gabinete de crise em uma sala do terminal 2 do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.

No local, serão atendidos os familiares dos 216 passageiros e 12 tribulantes que estavam a bordo do voo 447, que desapareceu depois de ter decolado da capital fluminense em direção a Paris.

A empresa disponibiliza números para ligações gratuitas: 0800 881 2020 para a Brasil e 0800 800 812 para a França.

A empresa aérea Air France informou que havia 80 brasileiros a bordo do voo 447. De acordo com o gerente da companhia Antonio Jorge Assunção, 37% dos 216 passageiros eram brasileiros e 34% franceses (73 pessoas).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s